Locais de Interesse Caneças

Fonte dos Castanheiros

Monumento vivo da região saloia. Moinho de 1884, construído em alvernaria. Foi recuperado em 1996 pela Junta de Freguesia da Ramada com o apoio da Câmara Municipal de Loures. Tem dois pisos e uma loja.

GPS: 38.80221095079544, -9.185667755489245 

Fonte das Fontainhas

É a mais antiga das Fontes, com nascente da Ribeira das Águas Livres, na corrente onde as lavadeiras branqueavam as roupas das suas freguesas de Lisboa.
É uma fonte pública e era nela que os primeiros aguadeiros enchiam as suas bilhas que depois iam vender em Lisboa.

Para reforçar o caudal, que a tomada de água para o Aqueduto das Águas Livres tinha enfranquecido, a Câmara de Loures mandou fazer um furo que garantiu um bom caudal, pese embora as águas serem menos próprias para o consumo devido ao alto teor em ferro que lhe conferia um sabor desagradável.

No entanto, a acção das lavadeiras continuou, tendo sido construido um lavadouro coberto.

Adjacente estende-se um parque público ainda hoje muito procurado por residentes e forasteiro para convívios e piqueniques.

GPS: 38.81627817312435, -9.229223263029086 – Fonte das Fontainhas

Fonte dos Passarinhos

Situada perto do Lugar d’Além, foi inaugurada em 1934.
A galeria onde se encontra as bicas, é antecedida por quatro colunas que sustentam três arcos, sendo o conjunto encimado por um frontão de curvas e contracurvas. O meio envolvente é rústico.

GPS: 38.81930656774866, -9.22461088925056 – Fonte dos Passarinhos

Fonte do Ouro

Situada no limite da Freguesia e do Concelho, no lugar de Vale de Nogueira, serviu de apoio às lavadeiras no tanque local e para dar de beber ao gado.

Esta Fonte, é encimada pelas iniciais CMO, (Câmara Municipal dos Olivais), Municipio onde estavamos integrados a 1886, antes da criação do Municipio de Loures.

GPS: 38.82928494669077, -9.224023441117101 – Fonte do Ouro

Fonte de Castelo de Vide

Próxima da Fonte das Fontainhas, foi construída no interior da Quinta com o mesmo nome foi e inaugurada em 1931. As bicas estão num recinto coberto, decorado com incustrações de materiais diversos.

GPS: 38.81565235785722, -9.229763891890745 – Fonte de Castelo de Vide

Igreja Paroquial de São Pedro de Caneças

Existem escritos da sua existência com data dos anos de 1770, a qual se mantém, hoje como Igreja Matriz, com as naturais reformulações.

GPS: 38.813113366069395, -9.227666766141366 – Igreja Paroquial de São Pedro de Caneças

Casa da Cultura

Antigo Mercado de Caneças, agora transformado e espaço cultural para apoio a exposições, fórum, debates e outros eventos e como espaço de ensaio do Rancho Folclórico.

GPS: 38.81269830333007, -9.227692283764565 – Casa da Cultura

Anta das Pedras Grandes

Este é um dos monumentos classificados na Freguesia de Caneças. A Câmara de Odivelas, apoiada pelo IGESPAR, procederam a escavações muito recentemente para requalificar o local.

GPS: 38.80686436184432, -9.21862074595933 – Anta das Pedras Grandes

Marco de delimitação

Este marco designa o limite do Concelho de Belém que em 1880 chegava até à entrada de Caneças, sendo alterado com a revisão administrativa desse mesmo ano.

GPS: 38.81051056440817, -9.226677745442277 – Marco de delimitação

Aqueduto das Águas Livres

Em Caneças existem vários braços deste Aqueduto sendo o das Fontainhas (Quinta do Macário), o mais distante.

A fama das águas e dos bons ares de Caneças foram fonte de atracção de forasteiros que determinaram a necessidade da criação de actividades de lazer e vieram a tornar-se residentes temporários ou permanentes, tendo para o efeito adquirido quintas ou construído simples vivendas.

GPS: 38.81685581934789, -9.229666039367057 – Aqueduto das Águas Livres

Fonte Piçarras

Esta Fonte resultou da procura de alternativas à água das Fontainhas.
A sua exploração comercial foi autorizada em 1933. As bicas, por onde a água brota, estão inseridas num interessante conjunto arquitectónico de colunas torsas e de arcos.

GPS: 

Fonte dos castanheiros

A curta distância do centro da Vila, esta Fonte foi inaugurada em Dezembro de 1931.
As bicas são acedidas através de arcadas, assentes em quatro colunas robustas de belo efeito arquitectónico, decoradas com seixos, fragmentos de cerâmica e conchas. Confere ao local a serenidade própria dos recantos românticos.

GPS: